se essa lua fosse minha

Alvorada na Baia da Guanabara

            Mais um dia amanhece pelas sinuosidades das montanhas, que emolduram  ao longe a baia de aparência tão suave…

            No olhar de algum visitante distante, as águas calmas deste mar,sugerem aconchego e paz.  O ar muito fresco desta hora é bálsamo e carinho para todo o espírito cansado…

           E o sol vem surgindo bem de mansinho,tingindo de dourado a superfície das águas…  O céu ainda meio escuro, está  tão quieto e limpo, anunciando mais um dia brilhante na cidade do Rio de Janeiro…

            De repente, os pássaros começam a riscar o ar…Surgem as garças e as gaivotas…E lá longe, um barquinho passa tranquilo,deixando um rastro de pequenas ondas…

            A testemunha desta cena  é o meu marido…E essa paisagem é parte do seu caminho para o trabalho.

             Não faz muito tempo, ele estava mais uma vez no seu caminho,quando parou em cima da ponte que da para o mar… Queria ver aquele espetáculo do amanhecer de novo. Mais a frente, já de volta  ao seu caminho,encontrou uma “blitz” da polícia…Fizeram ele parar.Queriam saber do motivo que o fez ficar parado dentro do carro, a poucos metros deles. Ele simplesmente respondeu: ” Vocês ainda não observaram a beleza da paisagem à direita?  Tive que parar  e olhar…”

            Os guardas se olharam meio surpresos…Olharam também a paisagem…E sem pedir nenhum documento, e sem perguntar coisa alguma,mandaram ele prosseguir no seu caminho…

            Nao sabemos o que se passou na mente deles…Talvez eles acharam que ele era mais um maluco de plantão…Ou talvez não…Talvez  apenas se surpreenderam, naquele início de manhã, com a simples visão daquela maravilhosa paisagem…

A Caçadora de Ipês

         Todo o início de setembro costuma ser assim…Fico sempre animada e ansiosa,olhando a paisagem das ruas por onde passo e vivo.Fico meio aérea, com os olhos atentos nas copas das árvores, à procura de um sinal delas…As encantadas árvores de ipês!

            Meu filho mais velho, o Daniel, sempre fala: ” Mãe…Você é mesmo uma caçadora de ipês,hein? ”  E sempre dou risada disso e falo pra ele com carinho: ” Meu filho, você sabe que acho a floração dos ipês uma das coisas mais lindas deste mundo…E é um espetáculo que só acontece uma vez por ano, pra cada árvore…”

               Sei que muita gente já falou da beleza dessas magníficas florações de ipês…Mas elas merecem realmente toda a nossa atenção.É preciso ter o coração muito fechado e os olhos muito atordoados, pra não  se emocionar com a impressionante visão de cada floração mágica !  E não me canso de admirá-las…

              Perto de nossa casa, na parte mais baixa da rua, existem algumas delas.E quando entra o mês de setembro e seu ar de primavera no ar, elas se esvaziam de suas antigas folhas, pra depois se encherem de incontáveis e belas flores amarelas! E  é uma visão tão deslumbrante, que no apogeu de cada floraçao, hipnotiza aa nossas retinas!

                     E  é por isso, que a cada setembro anunciado, me encanto com o chamado silencioso dessas amadas árvores, e saio pelas ruas à procura de suas flores, e encontro poesia nos seus ramos encantados…

 

Navegando de mansinho…

Que  as palavras da minha boca e o meditar do meu coracao sejam agradaveis a ti,Senhor…”       (  salmo 19  )

Bem vindos, meus amigos ( as ) !

  •                    Aqui estou eu, iniciando esta pequena aventura de blogar…
  • Navegando suavemente  por estes mares, pra mim ainda  desconhecidos, guiada pela  vontade de compartilhar  experiencias, vivencias e alegrias  dessa grande aventura que e  viver!
  •                     E para navegar, embarco nesse pequeno “veleiro-blog”  chamado “Se essa lua fosse minha”, cujo nome tem sabor de infancia e nostalgia…Um jeitinho meio vintage de ser, que lembra as cantigas de roda  e nos faz viajar no tempo… Ele e um pequeno trocadilho, que aponta para o futuro…Para o ser humano que busca as estrelas…
  •                  Que este meu “lugarzinho de escrever” seja sempre um cantinho de aconchego , alegria e criatividade… Um lugar para se aproximar dos amigos, de se sentir em casa… Uma pequenina ilha  de amizade!
  •                  Quero ter aqui a oportunidade de falar sobre muitos assuntos do universo feminino e familiar… Falar tambem sobre a natureza e o mundo ao nosso redor… E quero aproveitar para mostrar imagens que tanto gosto!
  •                 E contar um pouco da nossa estoria pessoal…E da incrivel luta que travamos tentando  viver perto da natureza, no meio de uma cidade agitada como o nosso Rio de Janeiro!
  •              Deixo um abraco pra todos  e Bem vindos  a bordo!

                                                                                            Teresa

  •                 
  •