Os misteriosos “orelhas de pau” ou “leques de fada”?

DSCN2779

Uma manhã bela e iluminada por um terno sol de outono, pairava leve sobre a nossa cidade.

Os dias frescos de junho trazendo um tom de aconchego e poesia ao nosso cotidiano… Quão agradável podem ser estas manhãs de brisa suave e solidária!

E enquanto eu passeava meus olhos curiosos pelo nosso quintal, à procura de boas novidades, encontrei com surpresa estes estranhos seres encantados: Magníficos cogumelos, chamados popularmente de “orelha de pau”, enfeitando docemente um pequeno galho de árvore!

DSCN2784

Delicados, exóticos e com ares misteriosos, estes pequeninos organismos da natureza pareciam mesmo terem surgido de forma mágica e espontânea neste lugar, e de longe,nos lembravam  pequenas flores…

Uma surpreendente aparição que enfeitou a minha manhã!

Corri então à casa, para pegar a nossa companheira máquina fotográfica e registrar tal admirável acontecimento…Mas não sem antes me aquietar e me aproximar para ver melhor esta incrível “família” do reino “Fungi”, que silenciosamente se estendia por quase todo aquele simples galho de árvore outrora envernizado…

E sózinha, escutando o canto de um passarinho amigo, sorri,  imaginando que estes interessantes cogumelos se pareciam também como pequenos “leques de fada”… Ah,essa minha imaginação que me faz voar até mesmo bem cedinho de manhã! (Rs…)

DSCN2813

Seres importantes na cadeia ecológica, onde desempenham o papel de decompositores da matéria orgânica, os “cogumelos” ou os “fungos” em geral, passam na realidade muitas vezes  despercebidos por nós, seres humanos… Na correria e preocupações do dia à dia. poucos podem ter o olhar aberto para avistar estes misteriosos seres vivos.

Por outro lado, desde um tempo muito antigo, a beleza admirável desses seres habita o imaginário mágico de muitos povos, ajudando a compor a “paisagem” dos lindos contos de fada, onde vivem outros seres místicos  e misteriosos…

Mas como não deixar a nossa imaginação voar alto, diante desses seres de formas tão curiosas e que aparecem e desaparecem como num simples encanto?

No dia seguinte, volto ao quintal e ainda os encontro belos e delicados, enfeitando o galho antigo de árvore, perto de nossas violetas…

Chamo o meu filho mais novo para brincar no quintal, e aproveito pra fazer uma surpresa pra ele… Mostro novamente os tais cogumelos e digo que estou escutando uns “barulhinhos” pertinho deles…Será que seriam as tais “fadas” que vieram ver os seus novos e mágicos “leques” de cogumelos?  (Rs…)

E basta olhar com os olhos de criança, mais de pertinho, pra encontrar uma delas bem ali, sentadinha no topo de um dos galhos… Uma linda fadinha de asas cor de rosa! (Rs…)

DSCN2807

Ah, ela era tão lindinha e graciosa… Com certeza, deveria ser uma daquelas “protetoras da natureza” e dos tais cogumelos!  (Rs…)

DSCN2808

E enquanto  discutíamos alegremente, se afinal, o nome “orelha de pau” deveria mudar para “leque de fadas” , “escutei” mais uma vozinha vinda de um vaso de antúrio cor de rosa… (Rs…)

DSCN2781

E que mais linda surpresa foi encontrar mais uma delicada fadinha escondidinha no meio das folhas! (Rs…)

Sem dúvida, uma doce brincadeira, de puro encantamento, para os nossos corações de criança!

Dessa vez, acho que era mesmo uma fadinha “jardineira”, que com seu regadorzinho nas mãos, ajudava à cuidar das plantinhas com sede…(Rs…)

DSCN2820

Depois da estória dos tais cogumelos e das fadas, ficamos no jardim até a chegada da noite. Dessa vez, às voltas com uma “casinha”, não das “fadas”, mas sim de isopor. Lembrança de alguma festinha passada dos nossos meninos, a “casa” teve de ser reformada e transformada num pequeno “projeto de Ciências” do nosso menino…

A tal “casa” ganhou uma pequenina calha e telhado impermeável, com direito à “chuva” de um velho borrifador… (Rs…)  Tudo para mostrar a possível “coleta de água de chuva”, e assim, dar uma idéia de como é possível manejar o consumo de àgua numa casa humana…

A própria natureza sempre inspirando e encantando o nosso cotidiano…

DSCN2830

E desse nosso cantinho mágico, onde a nossa imaginação tanto viaja,envio à todos o nosso grande e iluminado abraço!!!

fr-flower-butterfly-teresamsg1

12 comentários em “Os misteriosos “orelhas de pau” ou “leques de fada”?

  1. E não é que poderiam mesmo ser chamados de leques de fadas? Vc mostrou bem que o novo nome faz sentido… rs
    Adorei ver o seu filhote todo orgulhoso do projeto de ciências!
    Abraço!

  2. Olá flor, adorei seu texto, fofo demais como sempre!
    Amei as Fadinhas no jardim.
    Beijinhos e ótimo domingo.

    Flores e Luz.

  3. Oi Teresa, como é bom soltar nossa imaginação, né? Ainda mais quando se tem senas tão reais como as dos orelhas de pau ou leques de fada, e seu filho é um sortudo ter uma mãe que acompanha em suas brincadeiras e fantasias no jardim, e tb participa de suas experiências no trabalho de ciência, e isso tudo se transforma em momentos especiais de felicidade, que existe nas coisas simples da vida. Adorei!
    Beijinhos e um boa semana amiga!

  4. OLÁ TEREZA!
    DEPOIS DE DIAS TRISTES PORAQUI , VOLTANDO A VIDA!
    SEU JARDIM É MESMO ENKANTADO…QUE LINDA FADINHA, E TAMBÉM GOSTO MUITO DE COGUMELOS, MAS FAZ UM TEMPINHO QUE NÃO VEJO NENHUM, TENHO FICADO MUITO POUCO LÁ NO MATO …SEU LINDO FILHO DEVE TER SE DIVERTIDO MUITO.

    ABRAÇOS!

  5. Oi, Teresa! Que belo registro deste interessante fenômeno da natureza! De fato, eu só me lembro de ver estes cogumelos em contos de fada! Que privilégio poder observá-los ao vivo e envolver seu filho neste envolvente aprendizado! Parabéns pelas belíssimas fotos e pelo texto inspirador!

    Um grande abraço e tudo de bom!

  6. Olá minha doce amiga, já sinto saudades de você…
    Essa aventura me fez recordar minha infancia lá no sítio. Fui uma criança que brincou muito com a natureza e acredito que isso me fez ser apaixonada por ela. Comíamos frutas no pé e pescávamos de peneira no riacho. Amo a forma com que vc se expressa, parece que estamos vivendo num mundo de fantasias. Que lindo amiga, que amor esse seu filho. Momentos inesquecíveis na vida dele com certeza.
    Parabéns pelo post.
    Um grande e demorado abraço quentinho

  7. Sem dúvidas as fadinhas reinam neste seu encantado espaço.
    Dá uma vontade de correr e colocar fadinhas no jardim, assim, ecantadas.
    Saudades ,minha querida.

  8. Oi Teresa boa noite! Eu dês de sempre fui encantado pelas belezas da natureza, e lembro quando criança ver muitos desses seres encantados lá em casa, no quintal dos fundos, algumas orelhas de pau e cogumelos, lembro daquelas orelhas de pau laranjas, e uma vez consegui observar um tipo diferente de “fungo” que na época não sabia o que era, e hoje pelo livro do Raven descobri que são Dictyosteliomycotas, plasmódio, “acho incrível este ser” lembra ficção cientifica, e lembro de ter visto também pela memoria ser algo muito parecido com Stemonitis splendens

    abraços!

  9. Oi amiga querida!Mais uma das magias de seu belo jardim🙂
    Seu filho está lindo, manda um beijinho pra ele.
    Beijinhossss sua linda!

Deixe aqui o teu comentário... Vou adorar! E muito obrigada pela tua gentil companhia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: