À sombra de um flamboyant

Aqui na nossa rua, há muitas árvores da espécie conhecida como “flamboyant”. Árvores de copas frondosas, folhagens vistosas, e que no verão, nos oferecem um espetáculo de pura beleza, com suas flores magníficas e exuberantes.

                 E neste nosso verão meio tardio, após um novembro muito fresco,quase frio, não foi muito diferente. E antes do Natal, a gente saía na rua,e lá estavam os nossos queridos flamboyants e suas belíssimas copas floridas!

               Mas como demorei a fotografá-las, devido à correria de fim de ano, só na semana passada é que saí pela rua, acompanhada da fiel máquina fotográfica, para registrar os poucos flamboyants que ainda se encontravam carregados de suas lindas flores.   Uma alegria para os olhos dos que passam pela rua e ainda conseguem reparar na beleza dessas maravilhosas árvores!

E pesquisando um pouquinho em alguns livros e pela internet, descobri que apesar dos flamboyants serem árvores muito conhecidas e muito utilizadas na arborização das cidades brasileiras, elas na verdade , são originárias da distante Ilha de Madagascar e de algumas outras ilhas menores do Oceano Índico…  Ou seja, não são árvores nativas do Brasil, mas se adaptaram tão bem ao clima das terras brasileiras que parecem até que são árvores daqui mesmo!

            O nome científico delas é  “Delonix regia”, e o nome comum “flamboyant”,pelo que consta, vem do francês, que quer dizer “flamejante”, devido ao vermelho vibrante das suas flores.

              Mas quem já conhece bem o “jeitinho” de uma árvore “flamboyant”, sabe que uma das características também marcante são os seus frutos, em forma de uma vagem comprida,dura e meio torta… Elas costumam ficar durante bastante tempo penduradas na árvore, conferindo um ar exótico à paisagem.

               Mas aqui em nossa rua, infelizmente,  também é muito comum observar, bem no meio  de seus tortuosos galhos, fios telefônicos ou mesmo da rede de energia elétrica, misturados às suas folhagens,frutos e flores… E como se fosse  uma simbiose às avessas,  esses urbanos fios competem com o espaço dessas árvores de aparência soberana. 

O fato é que devido às suas dimensões frondosas e às suas fortes raízes, que muitas vezes podem até quebrar calçadas e tubulações, os flamboyants são árvores realmente mais indicadas à áreas abertas, como praças e parques, onde podem crescer à vontade e sem risco de causar qualquer problema às atividades humanas.

          Mas apesar disso, a verdade é que os nossos flamboyants daqui não costumam oferecer muitos problemas…  Me parecem que já vivem aqui há tanto tempo! E com a ajuda do pessoal do “Parques e Jardins”, da nossa prefeitura, cujas podas impedem maiores riscos à rede de fios da rua, fica sempre mais fácil a convivência humana com estas belas árvores.

E seja como for, basta chegar o finalzinho da primavera e o início do verão, para a nossa rua ficar lindamente enfeitada com as copas pintadas de vermelho vibrante de suas florações… Uma festa das  cores! 

 E nessas copas frondosas, repletas de vistosas flores e vagens escuras, é que vislumbramos tanta vida ao redor!  Basta ser um pouquinho observador para ver , nos seus galhos, diversos passarinhos, acompanhados de borboletas de mil cores e uma infinidade de insetos que cantam e dançam com suas asas de puro sonho!  

      E nas suas sombras frescas e sossegadas, muitos seres humanos também se abrigam e se refrescam com a brisa, num dia quente e ensolarado de verão!

         Quantas vezes, eu mesma observo, no leva e traz do cotidiano, os adultos e crianças que param bem ali, nas suas doces sombras, se sentindo  abrigados para um breve descanso rumo rua acima…  Vejo um senhor, que se escora no tronco para descansar, enquanto o netinho toma aquele delicioso sorvete…  Ou vejo uma senhora, que espera ali por alguém, passeando com os olhos na paisagem que se abre entre aqueles acolhedores galhos…  Quantos fragmentos e estórias de vida que se desenrolam à sombra de todos estes flamboyants de nossa rua…

     E mesmo agora,  observo com ternura, as flores que caem dos flamboyants, no avançar do nosso verão. Elas ainda parecem frescas e brilhantes,descrevendo imensos tapetes de flores vermelhas pelo chão das calçadas. E apesar do vento que teima em espalhar tudo sem piedade e nem direção, ainda vejo nas suas sombras um oásis de frescor e rara beleza… E sinto no ar a promessa das antigas árvores, inspirando novos sonhos e novas primaveras… Ou será que  tudo é apenas uma ilusão ou um sonho encantado à sombra de mais um belo flamboyant?

Um doce abraço no coração de todos  e  uma iluminada e bela semana!!!!

                             Teresa

Anúncios

24 comentários em “À sombra de um flamboyant

  1. Oi, Teresa! Eu tenho boas lembranças de um flamboyant que tinhamos no quintal da minha casa lá em Mato Grosso do Sul…eu gostava de me sentar embaixo dele para observar os passarinhos.
    Passava horas alí, esquecida da vida, olhando e espiando o vai e vem dos bichinhos para seus ninhos…É uma árvore linda e imponente. Aqui na minha rua também tem um grandão e sempre observo ele quando vou trabalhar…amei lembrar isso tudo lendo seu texto. bjossss

  2. Olá, Teresa!
    Que belo post, amo flamboyants… no meu sítio tenho tres espécies no lado externo do muro, fica
    lindo demais! Suas vagens são tão duras, mas mesmo assim, meu marido consegue abrir para que eu as utilize como decoração (passe as sementes em querosene e seque) coloque em garrafas decoradas com ráfia, fica um enfeite muito bonito e duradouro, vale a pena, adoro decoração com sementes…
    Beijos no seu lindo e poético coração!

  3. Teresa, eu tenho uma árvore dessas no meu jardim! Linda, não é? No meu jardim eu tenho tudo o que nós gostamos aqui: eu gosto de araucárias, minha mãe gosta de flamboyants, meu pai gosta de espatódeas. E nós já compramos a casa com todas essas árvores adultas, não é incrível?
    Sim, eu escolhi a casa mais pelo jardim do que pela construção em si. Por isso a casa é pequenina. 😉
    O que me preocupa é que ninguém mais vem plantando essas árvores: flamboyant, jacarandá e outras do tipo. Ou é só impressão minha?
    Quanto aos fios: concordo com você. E não entendo por que a fiação não é subterrânea. Ajudaria muito, principalmente em dias de temporal. Esse assunto me tira do sério.
    Bjs.

  4. Que lindo post e que belas fotos, parabéns !!! obrigada por compartilhar esse texto tão lindo, que me fez por um momento, viajar por entre os flamboyants da sua rua.
    bjus!!! e uma semana maravilhosa pra você.
    yves

  5. Lindíssimos e como enfeitam,não é? Aqui também tem fios elétricos no meio deles…deles.Pena!!!

    beijos praianos, linda semana,chica

  6. Linda árvore ,e como esta florida !passei pra te desejar um ótimo inicio de semana ,beijos de sua amiga que te adora ,aqui de santa e bela catarina

  7. Tínhamos um flamboyants no jardim da frente na casa de minha mãezinha…era grande e lindo, meus filhos cresceram pendurados nos galhos dela…brincavam, se escondiam de medo das palmadas…era lindo ve-la florida, e sob a sua frondosa copa guardávamos o carro…mas de uns tempos pra cá ela adoeceu…e morreu…mes passado marido com algus ajudantes cortaram nosso flamboiants, ficou só o tronco com algumas flores delicadamente colocadas ali por minha maezinha quando ainda era forte e ativa nas lidas diárias.
    Vendo sua postagem, sinceramente, me deu um aperto no peito, um nó na garganta…
    Mas tenho um outro lá na roça…. mas está longe de casa, na sua sombra descansa o gado…
    que pena!!!
    bjs
    Tina (MEU CANTINHO NA ROÇA)

  8. Teresa,
    que coisa linda, que exuberância,não é mesmo? Presente de Deus para o nosso olhar, afago no coração!
    Eu não lhe disse no meu comentário anterior, mas amei o nome do seu blog. É poético, original, remete à canção de roda e ao mesmo tempo sugere a imensidão dos seus sonhos. Além de tudo, sou apaixonada pela lua, como todos os poetas românticos.. hehe
    Gostei demais do seu comentário no meu blog, viu?, especialmente pela associaçãoo que vc faz entre os livros e os “portais mágicos”, e por considerar o Minas de mim “uma bela surpresa nestes incríveis caminhos pela internet”.
    Volte sempre. Será um prazer recebê-la.
    Ahh… Lancei hoje um sorteio… 2 livros e um kit para bordados. Se interessar…
    Abraço!
    Jussara
    http://www.minasdemim.blogspot.com

  9. Eu simplesmente sou maluquinha por árvores, todas elas,mas essa me encanta pelo jeito de se espalhar .Já conhecia a origem dessa bela árvore e adoro saber que aqui ela se deu bem.As flores são realmente lindas.
    Desde pequena me encantaram as flores e mais ainda a forma dela dar sombra.
    Tenho um pé de jatobá que é o contrário desse flamboyants,Comportado pra cima…rsrsss
    Bjs e adorei a postagem ,como sempre com um jeito mágico.
    OBS*Sou fã de gnomos e fadas e quem sabe alguns habitam essa bela árvore,hã?

  10. Aí no Rio como tem flamboyant vermelho, né?! Aqui em POA eles são de várias cores, temos amarelo e lilás também. Estava tão familiarizada com o vermelho que quando vim pra cá me encantei com as outras cores, já meu marido ama o vermelho. O único problema dessa árvore são realmente as raízes, muito poderosas, aqui em casa quando mudamos eu falei pro marido que seria melhor não deixar uma bebê que estava no quintal, mas ele quiz. Ela ainda não deu flores, por isso não sei a cor, mas já está mostrando o seu poder, já me arrebentou o piso lá do fundo, mas vamos deixá-la mesmo assim, só espero que não faça mais estragos.
    Minha Mãe mora aí no Rio e no prédio onde mora, a raiz chegou na cisterna de água, o que gerou problemas. Mas realmente a beleza e a sombra de suas árvores nos dá uma alegria imensa.
    Amiga, vc tem que aceitar o convite que te enviei para poder postar lá no nosso blog.
    Bjos, Lú.

  11. Teresa querida!
    Que espetáculo maravilhoso!
    Amo flamboyant ! Na fazenda plantei algumas e já estão floridas e frondosas.
    Aqui em casa plantei duas, meu desejo é vê-las floridas.( deve levar algum tempo)
    Abraços! Um final de semana linda e abençoada pra ti.

  12. Que árvore magnífica é o Flamboyant !!!
    Aqui em S.L. existe uma enorme, que enchia de flores mas, nos últimos anos a florada diminuiu muito. Ela está na ponta de uma pequena praça triangular e era um espetáculo magniífico vê-la florida !
    Em várias ruas daqui foram plantados o Flamboyant-mirim, que também é muito bonito.
    Fico imaginando a maravilha que seria se todas as ruas tivessem árvores floridas o ano inteiro…

    Beijo

  13. Olá!!!
    essa árvore é a paixão do meu marido..mas ele não deu sorte
    já plantamos três e qdo chegava a ter 1 metro a geada matava…aqui é muito frio.
    Agora estamos com outra em outro local, vamos ver se vinga!
    amei seu cantinho, bem a minha cara.
    estou adorando as meninas que leem!

    um abraço!!!

  14. Teresa,

    É de uma beleza exuberante. Não dá pra passar despercebido. Lindas fotos.
    Amiga, peço desculpas por não ter respondido aos seus emails e não ter lhe ligado. Eu carreguei seus telefones na carteira, mas nunca conseguia parar e pensar num dia para o nosso encontro.
    Minha viagem foi maravilhosa, mas muito cansativa.
    Penso que dá próxima vez que for ao Brasil farei menos viagens pra poder fazer as visitas que não consegui fazer.
    Obrigada pelo carinho e saiba que você está no meu coração.
    Beijos

  15. Oi…fotos lindas. Amei seu blog, traz paz e alegria ver tantas flores. Amo flores, só preciso de um cursinho pra aprender a cuidar, as pobresinhas morrem tudo na minha mão, rsrsrs.
    Beijos

  16. Teresa, amiga!

    Ah, hoje você acertou em cheio: eu adoro flamboyant. Várias vezes já escrevi sobre esta linda árvore em meus escritos. Sim, ela é deslumbrante em sua cor e na quantidade de flores. Bonita demais. Flor de país tropical, como o nosso!

    Amei o post!

    Beijo no coração

  17. Eu axo linda as flamboyans, aqui na minha cidade tem 3 arvores destas que eu conheça, uma perto do shopping, uma na calçada fa faculdade e outra PERFEIRA no carteiro proximo a estação ferroviária que liga BH a vitoria ES que passa por aqui, a da estação e linda, ela fez como um chapeu, redondinho e ENORME e suas folhas encostam no chao gramado e fica uma arvore exuberante! aq em casa tenho 3 flamboyansinhas plantadas em um vaso e esta semana a mais velha deu um cacho de lindas florea amarelas! vou postar sobre ela e citar vc 😉

    bjs

  18. Oi Teresa! Achei seu blog pelo da Gerliane. Sou Eng. Agrônoma, trabalho com paisagismo e adoro o Flamboyant e me apaixonei pelo seu blog. Vou passear mais por aqui. Muitos bjs

  19. teresa,
    amei o blog!! aproveito para desejar uma feliz Páscoa para você, os meninos e Wesley, e que deus continua a iluminar seus caminhos, beijo lurdeca

  20. Fotos maravilhosas. Londrina, minha cidade tem várias dessas árvores e de muitas cores.
    Parabéns, vamos divulgar as nossas árvores

Deixe aqui o teu comentário... Vou adorar! E muito obrigada pela tua gentil companhia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: