O Gato da Janela

            Era final de outubro e lá estávamos nós passeando pela região serrana do estado do Rio.  A pousada era encantadora e o dia estava parcialmente nublado e muito fresco, quase frio. Um dia típico, com sabor de montanha.

          Fomos tomar o café da manhã ao ar livre, debaixo de uma linda cobertura feita de madeira . Foi quando vi o gato… Muito bonito, branco e rajado de cinza e amarelo… Os olhos bem verdes. Ele estava sentado bem no parapeito de uma janela. Ele era tão charmoso e misterioso, que chamava a atenção de todos que por ali passavam. Passou quase o tempo todo nos observando, com os olhos bem curiosos… Mas sempre atento  ao movimento ao seu redor. Depois de algum tempo, nos aproximamos com cuidado e conseguimos fotografá-lo. E ele continuou mais um tempinho por ali, como se fosse uma sentinela daquele lugar.

            De repente , deu um salto em direção à um caminho estreito, que levava ao outro lado do jardim. Resolvemos seguir o gato. Nem me lembro bem porque… Acho que foi intuição, sei lá.

           O esperto felino continuou andando, nem se importando com a nossa presença. Mais adiante, chegamos a um lugar muito bonito e iluminado, que dava num imenso lago de águas transparentes…Era o lago das carpas ! Ele logo se acomodou  perto de uma árvore e tentou tirar uma soneca.  A água do lago estava fria e as carpas douradas  nos encantavam com a sua  beleza e movimento.

            Um jardim muito bem cuidado emoldurava o lago…Era o paraíso das hortências azuis, das bromélias imensas e dos maravilhosos copos de leite… Havia também vários tipos de “beijos”…  Um lugar bonito e perfumado! Esse gato tem bom gosto…Pensei  (Rs…) !

 

          

 

             Ficamos ali por uns vinte minutos…Mas foi só o gatinho se levantar, e resolvemos prosseguir na brincadeira de acompanhá-lo no seu passeio… Contando assim parece mesmo uma idéia maluquinha, mas tínhamos a manhã livre e estávamos nos sentindo tão leves naquele dia! Parecia até aquela estorinha da Alice correndo atrás do coelhinho!  (Rs…)  Vamos prosseguir para ver onde vai dar!

           Só que para o nossa tristeza, o gato entrou numa pequena fenda e sumiu da nossa vista… Mas sem nos darmos por vencidos, encontramos um atalho, e subimos por uma espécie de corredor de pedras, em que florzinhas delicadas, nos enfeitavam o caminho… E com a máquina fotográfica em ação, prosseguimos na nossa “aventura”! Mas cadê o gatinho?

 

             Então, saímos num pequeno bosque sombreado… As árvores eram pequenas e de troncos delgados, um riacho cortava o caminho … Fiquei surpresa com a quantidade de líquens que viviam em seus troncos, eles eram de vários tipos, com formas e cores diversas. A presença deste tipo de organismo, que é feito da união de uma alga e de um fungo, atesta  a qualidade do ar local… Lugares de ar poluído não favorecem  o seu desenvolvimento, enquanto que ali eles floresciam em abundância, ou seja, eram prova viva de uma qualidade excelente daquele ar da montanha. Encontramos , inclusive, o “líquen vermelho”, que é muito raro de se achar nos grandes centros urbanos… Uma maravilha da natureza!

 

             Depois de cruzarmos o riacho por uma pequena ponte, nos deliciamos com as cores e os elegantes vôos das borboletas… Mas como foi difícil fotografá-las!  Só conseguimos as imagens de uma borboleta azul, que parecia já machucada, e de uma mariposa noturna, que ainda estava por ali…

  

             Como o gato já havia desaparecido das nossas vistas, resolvemos seguir em frente e  a nossa trilha foi dar numa estrada… Decidimos ir mais um pouco adiante pra ver  o que tinha por ali… E mais algumas pequenas surpresas surgiram no nosso caminho… Um burrinho simpático pastava calmamente perto de uma casinha, e mais à frente, um cavalo curioso  parecia procurar  alguma coisa… 

            Mas já cansados e com sede, resolvemos voltar para a nossa pousada, refazendo o caminho do bosque e do lago… Sem nenhuma pista do nosso gatinho das montanhas, melhor não arriscar se perder pelo caminho…

            Quando já estávamos chegando ao nosso ponto original de partida, vimos quando o gato entrou em uma das casas da pousada… Perguntei para o pessoal de quem era aquele gatinho encantador, que sem querer, nos fez dar um passeio tão bonito…Mas ninguém soube responder de fato ! Uns disseram que ele era de um vizinho  dali… Outros acharam que ele é um gato sem dono, que vive perambulando por aqueles caminhos… O fato é que até hoje, quando me lembro, fico rindo daquela estória nossa de “seguir” o gato… E no meio de tanto mistério sobre a identidade do bichano, fico achando que ele era um gato meio mágico, daqueles dos contos de fada… Descendente brasileiro do Gato de Botas! (Rs…) E conto, de vez em quando, esse episódio do gatinho misterioso para os meus meninos…  Eles sempre acham graça da nossa brincadeira de “siga o gato” !

            E quando vejo a foto do gatinho bonito na janela, sorrio e imagino ele ainda lá…  Sentinela do seu tempo… Em algum lugarejo distante, perdido no meio das montanhas…

Anúncios

8 comentários em “O Gato da Janela

  1. Oi amiga querida
    Adoro seus textos, voce escreve muito bem…este de hoje está lindo! e as imagens encantadors…parabéns amiga…continue nos alegrando com textos tão maravilhosos

    beijinho
    Tina (MEU CANTINHO NA ROÇA)

  2. Oi!
    Aqui estou para agradecer-lher as belas palavras do seu comentário no meu blog. Você será sempre benvinda. Gostei do seu cantinho. As fotos são muito bonitas nesse post, em especial o burrinho e o gato na janela. Abraços.

  3. Oi, minha querida, me apaixonei pelo gato fujão, pelo lugar, os líquens (adoro eles), a borboleta azul, o burrinho… Conforme lia, me senti dentro de uma fábula. E esses cupcakes aí de cima, imagino a festa da criançada! Vou experimentar a receita dia desses e depois te conto, tá? Pelo que vejo, a maritaca já faz parte da família, não? Ganhou até comemoração… (rs) Beijos, um ótimo final de semana para todos aí!

  4. Teresa, vc ja deve estar cansada de escutar meus elogios ne rs, mais eu gosto do jeito que escreve unindo o encanto com os ensinamentos, esses lugares sao de uma beleza sem igual, as vezes fico estagnado aqui na avenida, zoeira de carro 24 horas por dia, é bom morar aqui é perto de tudo! mais o campo faz falta tambem!

    Que gato simpático, pena nao ter encontrado uma poção de encolhimento pra entrarem no buraco do gato! gostei da foto das pedras com as florezinhas, e tambem gostei da trepadeira Hera que esta na janela, esta trepadeira me encanta, e aqui é mega dificil ver dela, depois de anos achei uma em uma floricultura, comprei mais acho que não era a variedade certa, as raízes adventícias da minha é diferente, e as folhas sao manchadas de branco nas bordas, vc consegue achar dessas robustas que sobem em paredes ai no rio?

  5. Oi, Teresa:
    Vim agradecer seu gentil comentário e conhecer seu blog.
    Gostei das suas histórias, especialmente dessa com o gato-coelho-da-alice !
    E que lugar encantador você visitou, hein ?
    Sua casa também parece um grande e verde jardim.

    Beijo

  6. Teresa,

    O nome do seu blog e lindo – se essa rua fosse minha. As suas flores sao demais.
    O seu gato na janela e apaixonante. Pena que voce nao seja blogspot para que eu possa segui-la, e ver todas as suas postagens.
    Paranbens!

  7. A história é um conto de fadas, mas nós andamos em crise com gatos aqui em casa. Nosso vizinho trocou o cachorrinho por 3 gatos. E como ele tem o pátio todo cimentado, os gatos vêm para o nosso quintal, caçar passarinhos. AI, é difícil, precisamos ficar de sentinelas.
    Eu preciso ficar de olho nos seus posts antigos – ele, como os novos,, são cheios de magia.
    Bjs.

Deixe aqui o teu comentário... Vou adorar! E muito obrigada pela tua gentil companhia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: